Cerveja sem glúten, tome todas e não fique estufado!

Quem nunca tomou cerveja e ficou com a sensação de estufamento?
Ou se sentiu constrangido de no meio de uma conversa ter refluxo da cerveja?
Pois é… isso pode acontecer devido ao excesso de consumo do glúten!

O glúten nada mais é do que uma proteína de tamanho grande, formada por duas proteínas menores chamadas gliadina e glutenina. Ele é encontrado junto ao amido, em cereais como trigo, centeio, cevada, triticale e malte.
Essa substância possui diferentes finalidades na produção dos alimentos. No processo de fermentação do pão, por exemplo, o glúten contido na farinha de trigo é responsável pela permanência dos gases no interior da massa, fazendo com que o pão aumente de volume e não diminua após esfriar.
Existe pessoas que são intolerantes ao glúten ou tem sensibilidade para fazer a digestão, neste caso, o consumo torna-se proibido.

Mas, “pera aí”?? Gases??? Isso explica muitas coisas… Estufamento abdominal, refluxo, flatulência…

Além desses sintomas, também podemos ter constipação intestinal, rinite, asma, artrite, prurido, bruxismo, dermatite, acne, alterações de humor, ansiedade, depressão e síndrome do pânico.
Agora, imagine a cerveja que devido a quantidade ilimitada de consumo nos causa um excesso de ingestão do glúten! Desanimaria qualquer um se não fosse a revolução industrial que lançou a cerveja alcoólica sem glúten!
Beba sem preocupação com desconfortos. Mas claro, sempre de maneira consciente, e não se esqueça… se beber, não dirija!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *