Alimentos Hidratantes

Alimentos Hidratantes

Você sabia que quando sentimos sede já estamos desidratados? Vamos falar sobre frutas que ajudam a manter a hidratação em épocas de altas temperaturas. As crianças muitas vezes não lembram de beber água, justamente por ainda não ter a autonomia de suas atitudes ou por funções metabólicas.

Sentir sede já eh sinônimo de desidratação! Uma saída é incluir na alimentação frutas, verduras e pratos que contenham um alto teor de água. Assim, mesmo quem bebe pouco líquido durante o dia pode manter o corpo hidratado sem muito esforço. Alimentos com alto teor de água, estão a laranja, melancia, morango, melão e tangerina.

Laranja e tangerina : possui vitamina c que aumenta o sitema imunológico evitando doenças

Morango: dispõe de muita vitamina C e B5, ajuda a fortalecer os ossos e os dentes, ajuda a combater e cicatrizar infecções mais rápido, combate os radicais livres, evita as hemorragias.

Melancia: contem vitamina C, A, B6, diminuição do colesterol e das chances de desenvolver artrite reumatoide e ortoartrite, além de proteger o corpo de alguns cânceres, como o de próstata, endométrio, pulmão e mama.

O ideal é ingerir 5 frutas por dia.

Laranja/ mexerica: 02 unidades

Morango: 08 unidades

Melancia: 02 unidades

Melão: 02 unidades

O ideal é consumir a fruta in natura, mas caso seja necessário, pode fazer preparações com as frutas, como sucos e sobremesas:

Ex: suco de melancia

Suco de melão com morango

Gelatina de morango com a fruta picada dentro da gelatina

Suco de laranja com mexerica

Shakes ou vitaminas com todas as frutas batido com iogurte desnatado

Sempre oferecer água as crianças, caso não seja muito atrativo, ofereça água de coco, sucos naturais, verduras e legumes com alto teor de água como o chuchu, abobrinha, cenoura e beterraba

Sucos hidratantes (receitas)

• Suco de Morango: bata 5 morangos grandes e vermelhos com 1 cenoura descascada, suco de uma laranja madura mais 200 ml de água de coco no liquidificador. Coe a bebida, adoce com adoçante se desejar e sirva com gelo e frutas decoradas.

• Suco de maçã: bata no liquidificador 1 maçã verde, 1 talo de aipo, 1 salsão e uma colher de gengibre ralado com 100 ml de água de coco. Acrescente adoçante a gosto, coe o liquido e beba com gelo.

• Suco de Abacaxi: você usará 300 ml de água de coco, 2 fatias de abacaxi em tamanho médio, 4 folhas de hortelã e suco de meio limão. Bata todos os ingredientes no liquidificador e acrescente o adoçante. Coloque gelo e beba.

• Suco de Melancia: no liquidificador, bata uma fatia média de melancia e suco de um limão. Coloque adoçante a gosto, gelo e acrescente 100 ml de água gelada.

• Suco de Melão: bata 200 ml de água de coco, mais 2 colheres de mel e uma fatia média de meão no liquidificador. Acrescente gelo e beba.

• Suco de Goiaba: em um liquidificador bata 200 ml de água de coco com uma goiaba grande e vermelha. Acrescente adoçante se desejar e coe o líquido. Sirva com gelo.

• Suco de Frutas Vermelhas: você irá usar 4 morangos grandes e vermelhos, 1 polpa de amora, 1 polpa de framboesa, 100 ml de água de coco. Bata tudo no liquidificador por 2 minutos, coe e acrescente gelo.

Cuidado com o Adoçante!

Cuidado com o Adoçante!

O consumo de açúcar é extremamente restrito e deve ser controlado. Proibido para diabéticos, devido ao aumento da insulina e usado com cautela para quem quer perder peso. A tática é trocar o açúcar pelo adoçante, isso fará com que o cérebro entenda que você está consumido algo doce, porém com calorias vazias.

Existem diversos adoçantes nos alertar mais com a composição do que com a garantia de qualidade de uma marca renomada. A sacarina, também conhecida de açúcar para diabéticos foi o primeiro substituto artificial do açúcar. Ela é feita da destilação do carvão, e é sintetizada do ácido toluenossulfônico (derivado da indústria petrolifera). Ciclamato e sacarina de sódio, são derivados do ciclo hexioamina (um dos compostos do petróleo). O ciclamato foi proibido nos estados unidos por suspeitar ser a causa de câncer na bexiga.

Sem comprovação científica, o produto voltou a ser consumido. Pontudo, o ciclamato e a sacarina contem sódio e devem ser evitados por pessoas hipertensas. Aspartame: composto por 2 aminoácidos, a fenilalanina e o ácido aspártico, é tão artificial quanto o ciclamato e a sacarina.

Atenção com o aspartame!

Portadores de Alzheimer, Parkinson, esclerose múltipla, fibromialgia, lúpus, vertigem, obesidade, câncer, dores articulares, zumbido no ouvido, depressão, formigamento, câimbras, tontura, obesidade, ataques de ansiedade, fala atrapalhada, visão borrada, provavelmente tem a doença do aspartame.

Nos estados Unidos a dr. Mancy Marckle comprovou que o pais estava sofrendo deste surto. Quando a temperatura do aspartame excede 30°C, o álcool contido no produto se transforma em formaldeído e daí em ác fórmico (o ácido fórmico é o veneno das formigas). Em todas as doenças, verificou que os doentes era consumidores excessivos de refrigerante diet (consumo de 4 ou mais latas por dia). Na maioria dos casos, ao excluir a substancia Diet Aspartame, os sintomas desapareciam.

Obesos: o aspartame faz com que deseje carboidrato e engorde.

Grávidas: o aspartame causa malformação fetal.

Envelheça com Saúde, Livre-se dos Males da Terceira Idade

Envelheça com Saúde, Livre-se dos Males da Terceira Idade

As necessidades energéticas normalmente diminuem com o decorrer da idade devido as alterações do organismo e composição corporal. Estudos indicam que os idosos sofrem de carência de vitaminas A, B, C, E, e particularmente cianocobalamina, folato e piridoxina, assim como zinco, que os deixa mais propensos a infecções e o cálcio que enfraquece os ossos e gera a osteoporose.

Essas carências ocorrem pois o idoso não costuma comer muito, isso ocorre devido a uma perda parcial do paladar, o que faz com ele não supra as necessidades diárias que precisa, a consistência dos alimentos também atrapalha, muitos tem problemas de dentição e deglutição, o que acaba diminuindo principalmente o consumo de carnes, frutas e vegetais, principais fontes de vitaminas e minerais.

Há uma mudança na forma como ocorre a absorção de nutrientes na terceira idade, o metabolismo desacelera, a necessidade calórica diminui. Porém há um aumento de gordura corporal e a redução da quantidade de massas magra e óssea. Esses fatores combinados a alimentos gordurosos e deficientes em vitaminas e minerais tendem a provocar ganho de peso ou desnutrição. O estômago também já não produz ácido clorídrico (uma das substâncias que compõem o suco gástrico) como antes, o que pode afetar a absorção da vitamina B12.

O intestino apresenta constipação. Doenças endócrinas, como diabetes e hipertireoidismo. O idoso não sente sede, não toma água e acaba desidratado. Isso interfere no bom funcionamento do organismo prejudicando a absorção adequada de nutrientes. Não existe uma dieta padrão, o ideal é descobrir quais são os alimentos mais aceitos e inclui-los sempre na alimentação. Abusar dos tempero para aumentar o paladar e acertar nas consistências dos alimentos para que não dificulte a deglutição. Investir mais em carnes, frutas e legumes.

Não esquecer do consumo de água, ingerir de 2 a 3 litros de água. Muitos idosos têm problemas de dentição, limitações de mastigação… Alterar a consistência dos alimentos, identificar qual a forma mais confortável para mastigar e engolir. Dar preferência para consistências mais pastosas, semi pastosa, líquidas. Cozir sempre os alimentos ou amassar para não machucar a boca.

O intestino do idoso apresenta ter uma flora com bactérias nocivas, o que diminui sua imunidade e até aumenta os riscos de flatulência. No nosso organismo existem bactérias benéficas e maléficas. Elas não nos causam mal quando o organismo está em equilíbrio, mas podem desencadear algum distúrbios quando o organismo não funciona regularmente.

Existe uma bactéria chamada bifidobactérias, elas tem efeito protetor no organismo, aumentando a imunidade, porém nos idosos são produzidas em menor numero o que pode contribuir para o aumento da suscetibilidade aos efeitos de infecção. Pesquisas mostram que o uso de probióticos é uma possibilidade de se reverter o número idade de bifidobactérias muitas vezes reduzido em populações envelhecidas. Conseqüentemente evita a fermentação do organismo e o mantem o equilíbrio intestinal. Nunca devemos deixar de consumir alimentos antioxidantes, além de prevenir contra outros males, mantem o organismo em equilíbrio e ajuda no tratamento de doenças já existente combatendo os radicais livres.

Receita do Suco de couve para osteoporose

Ingredientes

• 5 folhas de couve;

• 200 ml de suco de maracujá.

Modo de preparo

Preparar este remédio caseiro é muito fácil, basta lavar bem as folhas de couve e adicioná-las no liquidificador juntamente com o suco de maracujá. Após bater bem, o suco está pronto para ser bebido. A couve além de proteger contra as doenças dos ossos como a osteoporose, artrite e artrose é uma excelente fonte de bioflavonoides, substâncias que protegem o organismo de doenças degenerativas como o câncer.

Aumentar o consumo diário de couve, é uma ótima opção para ter uma vida mais saudável e evitar as doenças, esse vegetal pode ser consumido de formas variadas, através de sucos, saladas ou de refeições quentes.

Comer por 2, traz risco à gravidez?

Comer por 2, traz risco à gravidez?

A má nutrição materna pode levar ao déficit no desenvolvimento do bebê, além do parto prematuro. É muito comum pensarmos que a gestante deve comer por dois, afinal, ela está com uma nova vida crescendo e se desenvolvendo dentro de seu corpo.  Mas… o excesso pode trazer riscos graves tanto para a mãe quanto para o bebê. O peso ideal da gestante varia de acordo com o que ela já tinha quando engravidou, isso é estipulado pelo médico e nutricionista, assim como a quantidade ideal de ingestão calórica no dia.

Uma regra simples e muito usada, porém nem sempre generalizada é que, mulheres que engravidaram abaixo do peso devem ganhar até 16kg. Mulheres que engravidaram dentro do peso desejado para sua idade e altura, devem engordar até 11kg. Já mulheres que engravidaram acima do peso, devem engordar entre 7kg e 11kg.

O excesso de peso da gestante pode levar a doenças crônicas como diabetes gestacional e pressão alta, que acarreta em dificuldades no parto, defeito do tubo neural do bebê, além de baixo índice de Apgar (nota dada ao bebê no nascimento, quanto a sinais vitais). A alimentação da gestante deve ser fracionada em 5 a 6 refeições por dia (de 3 em 3 horas). Isso evita picos de hipoglicemia, minimiza o enjôo e a azia, além de facilitar a digestão, que na gestante é dificultada.

Ao invés de comer por 2, consuma os alimentos certos!

Não deixe de faltar:

– Proteínas: Para garantir o crescimento e desenvolvimento do bebê e da formação da placenta, líquido amniótico, aumento do útero. Além disso, as proteínas são ricas em ferro, Vitaminas do complexo B e fósforo. Onde são encontradas: carne, clara do ovo, peixe, frango, leguminosas.

– Cálcio: Responsável pela formação dos ossos e dentes do bebê, além de reposição do cálcio materno. Previne o aparecimento de pressão no final da gestação. Onde é encontrado: leite e derivados, vegetais verde-escuros.

– Ferro: Previne a anemia. Garante a distribuição de oxigênio para o feto e a mãe. Onde é encontrado: gema do ovo, carne, frango, peixe, beterraba, agrião.

 – Fósforo e Vitamina D: Ajudam no uso do cálcio para a formação de ossos e dentes e fortalecimento dos mesmos. Onde são encontrados: proteínas e o sol.

– Ácido Fólico: Sua deficiência pode provocar má formação do Sistema Nervoso do bebê (principalmente no 1o trimestre de gestação). Encontrado em: espinafre, brócolis, feijão, frutas cítricas, pão integral.

– Vitamina C: Aumenta a absorção do ferro. Aumenta a imunidade contra infecções respiratórias. Onde é encontrada: frutas cítricas.

– Magnésio: Relaxa a musculatura do útero e das artérias uterinas, evitando contrações fora de hora e pressão alta. Encontrado nas proteínas.

– Cobre: Ajuda a evitar a anemia, além de ser responsável pela formação de elementos importantes do sistema neurológico do bebê. Encontrado no chocolate (cacau).

– Complexo B: Atua no crescimento do cérebro e desenvolvimento do sistema neurológico. Encontrado nas proteínas.

– Zinco: Aumenta a defesa do corpo contra micróbios.

– Ômega-3: Desenvolve a visão (formação da retina), regula a pressão e ajuda a evitar adepressão pós-parto. Onde é encontrado: salmão, peixes de água fria.

Sucos Nutritivos:

Suco de maça verde:

Ingredientes:

  • ¼ de cenoura
  • Meia maça
  • 3 colheres de (sopa) de espinafre refogado
  • 1 copo de água
  • 1 colher de sopa de gérmen de trigo tostado

Modo de preparo:

Higienize os vegetais e reserve. Raspe a casca da cenoura e pique. Corte o espinafre e a maça em pedaços pequenos. Bata tudo no liquidificador e em seguida acrescente a gérmen de trigo se quiser adoce, mas não exagere.

Suco de pêra:

Ingredientes:

  • 1 xícara de chá de camomila frio
  • Meia pêra
  • 1 colher de açúcar mascavo

Modo de preparo:

Faça o chá e espere esfriar. Corte a pêra coloque junto com o açúcar e a camomila e bata no liquidificador esta pronto.

Suco de mamão:

Ingredientes:

  • 5 morangos médios
  • ¼ de mamão papaia
  • ¼ de maça vermelha
  • 1 colher de sobremesa de mel de abelha
  • ¾  de um copo médio de água

Modo de preparo:

Pique as frutas e coloque tudo no liquidificador. Bata por alguns minutinhos esta prontos.

Pare de fumar comendo banana

Pare de fumar comendo banana

Muitos as consideram como vilãs quando o assunto é perda de peso, a banana é considerada por muitos, uma fruta supercalórica para quem está de olho na balança. Fonte de diversas vitaminas e minerais, a banana contém uma concetração grande de um aminoácido chamado triptofano, substancia precursora de serotonina, nosso hormônio do bem estar, que nos dá sensação de prazer que cai muito quando estamos estressados e/ou ansiosos.

O ideal é consumir uma por dia, no caso da prata, seu consumo pode aumentar para 2 unidades no dia. A dica é consumir nos horários em que mais sentir fome. Ela ajuda a facilitar os processos de neurotransmissão e das sinapses nervosas, que estão diretamente relacionados aos mecanismos da ansiedade.

Fonte de triptofano e potássio, a banana vai além de combater câimbras, ela também controla a ansiedade. Saiba como aproveitar os benefícios da fruta!

Como estratégia para quem fuma e quer parar de fumar, o ideal é consumir a banana ao longo do dia em porções pequenas e fatiadas. Ao invez de fumar para se sentir melhor por motivos de estresse ou ansiedade, consuma a banana e veja os benefícios que ela pode trazer!

Como Consumir

A banana normalmente é consumida in natura, mas uma boa pedida também é consumi-la assada e com canela, deixando-a por um minuto no micro-ondas. Essa variedade de lanche pode substituir um chocolate comum, por exemplo, fazendo mais bem do que mal para o quadro de ansiedade. Isso porque não ativa uma reação de satisfação do tipo superficial em nosso organismo.

 

RECEITA

– Coloque uma banana no congelador por 15 minutos

– Retire e bata em um mix a banana com 1 col de sopa de cacau em pó ou alfarroba

– Adoçante (opcional)

– A banana fica cremosa e lembra um sorvete, ótima idéia para quem para de fumar e aumenta a vontade de consumir doce.

Vinagre Balsâmico, é bom pra que?

Vinagre Balsâmico, é bom pra que?

Este tipo de vinagre é rico em flavonoides, substâncias que protegem as células e ajudam a prevenir doenças cardiovasculares. Também apresenta arginina, substância que participa da formação de óxido nítrico, que contribui para o relaxamento das artérias e evita a hipertensão. Além disso, o aceto balsâmico ajuda na produção de suco gástrico, contribuindo na digestão.

– Pessoas hipertensas que precisam diminuir o consumo de sal podem utilizar o vinagre como substituto.

– Digestão: o balsâmico é o mais refinado de todos os tipos de vinagre, feito a partir da fermentação de uvas. Tem propriedades estimulantes que favorecem, a secreção do suco gástrico, colaborando assim no processo de digestão.

– Os vinagres feitos da fermentação de frutas possuem características antioxidantes, que combatem os radicais livres, retardam o envelhecimento e previnem contra o aparecimento de tumores cancerígenos.

– Não existe uma quantidade definida a ser consumida por dia para que se tenha estes benefícios, mas considere uma colher de sopa uma boa quantidade.

Na cozinha:

Na cozinha o vinagre balsâmico é super versátil, e pode ser usado em peixes, frangos, carnes, saladas, molhos, marinadas e até sobremesas.

Como Usar:

1. Faça uma deliciosa sobremesa com morangos e pêssegos grelhados com vinagre balsâmico e açúcar mascavo.

2. Realce o sabor dos legumes grelhados, regando-os com o vinagre balsâmico.

3. De um toque acido a panna cotta e sorvetes de baunilha.

4. Coloque o vinagre em uma panela e deixe ele reduzir até virar uma calda grossa para decorar pratos como os chefes de cozinha.

5. Substitua o sal de sua salada pelo vinagre balsâmico.

Carne Vermelha, faz mal ou faz bem?

Carne Vermelha, faz mal ou faz bem?

A carne vermelha é extremamente importante para o organismo. É uma fonte riquíssima em ferro, importante para a prevenção de anemia, principalmente nos grupos de risco: crianças, gestantes e idosos em geral, e possui aminoácidos essenciais para nossa saúde.

É fonte de proteínas, essencial para o crescimento de músculos, órgãos e todos os tecidos. E fornece zinco, mineral com grande importância para o bom funcionamento do metabolismo de proteínas, carboidratos, lipídeos e ácidos. Contem vitaminas A, D, E e K, e vitaminas do complexo B, a deficiência dessas vitaminas podem gerar diversas doenças, entre elas a anemia megaloblástica e mudanças no sistema nervoso devido a falta de vitamina do complexo B.

A carne vermelha faz manutenção muscular, é um proteína de alto valor biológico, ou seja, contém todos os aminoácidos que nosso organismo não, para quem treina, é fundamental seu consumo, pois é a única que abastece de maneira eficaz as necessidades da recuperação muscular para hipertrofia. Após o treino, uma refeição composta por carboidratos (massa, arroz, batata), salada e um filé de carne é uma ótima pedida.

Junto com o carboidrato, auxilia na recuperação e crescimento muscular, e, portanto, pode fazer parte do cardápio daquele que visa melhorar o desempenho no exercício. Claro que devemos priorizar as carnes mais magras, deixando pra lá o cupim e a picanha, priorize o consumo de lagarto, coxão mole, coxão duro, alcatra, filé, a ingestão de carnes gordurosas ou preparadas com óleo podem aumentar o colesterol e doenças cardíacas.

Seu consumo não deve ser diário, a não ser que seja praticante de atividade, se fizer atividade física diariamente, é importante consumir 1 vez ao dia. Caso contrário, pode consumir 3 vezes na semana alterando com o consumo de peixes e frangos.

Bife “frito” sem óleo

• 100g de carne para bife (filé mignon)

• 1 col chá de requeijão light

• 1 col sopa de molho de soja

Colocar o requeijão light em uma frigideira antiaderente até derreter. Juntar o molho de soja e em seguida colocar o bife. Deixar dourar de um lado e de outro. Se quiser, pode adicionar cebolas e tomates para fazer o molho

Valor calórico: 132 kcal por bife

Qual a melhor opção para passar no pão?

Qual a melhor opção para passar no pão?

Você já se perguntou se é o pão que é calórico ou se é a caloria que você adiciona ao pão? Diante de tantas opções (manteiga, margarina, requeijão, geleia, creme de ricota, cottage, patê industrializado, etc) fica difícil escolher a melhor para você, principalmente para quem tem algum problema de saúde relacionado como diabetes, hipertensão, colesterol elevado. Diante de tantos objetivos e dificuldades, resolvemos criar o cardápio de acordo com suas necessidades!

Diabetes

quem tem diabetes, não pode consumir elevadas quantidades de açúcar e carboidrato.

Prefira: margarina light ou tradicional que não contém quantidades significativas de carboidratos, assim como a manteiga e o patê de industrializado (prefira o creme de leite de soja ou light ao invés da maionese). O creme de ricota, creme de queijo, cottage, maionese e cream cheese também podem ser consumidos, pois apesar de ter carboidratos, são em pequena quantidade e pouca gordura também. A geleia diet, apesar de não tem açúcar, tem maior quantidade de carboidrato do que as opções listadas acima, devido às frutas. Mas ainda assim, pode ser consumida.

Evite: a geleia comum contém açúcar e deve ser evitada por diabéticos.

Colesterol Elevado

Pessoas com níveis de colesterol elevados devem ficar atentos não só a quantidade de colesterol do produto, mas também a gordura saturada.

Prefira: a geleia diet (o excesso de açúcar também pode atrapalhar nos índices de colesterol) O cottage, o creme de ricota e o cream cheese não tem quantidade de colesterol significativa e pouca quantidade de gordura saturada, mas prefira as versões light.

Evite: a manteiga e o requeijão por serem derivados do leite têm maior quantidade de colesterol e gordura saturada. O mesmo acontece com a maionese, mesmo nas versões light.

O patê industrializado também tem colesterol e deve ser evitado.

Hipertensão

A quantidade de sódio é o componente que os hipertensos melhor devem observar nos produtos.

Prefira: a manteiga e margarina sem sal não contém sódio, assim como a geleia, sendo as melhores opções. Entre os que têm pouca quantidade de sódio, ou seja, menos de 400mg de sódio para 100g do produto estão o requeijão tradicional, a manteiga com sal, o cream cheese tradicional e light, o creme de ricota e o creme de queijo.

Evite: seguindo a mesma regra da quantidade de sódio para 100g do produto, evite o consumo de requeijão light, margarina light ou tradicional com sal, maionese tradicional ou light, queijo cottage e patê industrializado.

Emagrecimento – se o objetivo for somente eliminar peso, controlar as calorias e as quantidades é essencial. Portanto, não há restrição a nenhuma das opções, mas dê preferência às versões light e diet. Entre os menos calóricos podemos citar o patê, a geleia diet, o requeijão light, o cream cheese light, o cottage e o creme de ricota.

Geleia de morango caseira

INGREDIENTES

• 1kg de morango maduro e limpo, cortado ao meio

• 1/4 de xícara (chá) de suco de limão

• 3 xícaras (chá) de açúcar

MODO DE PREPARO

Aqueça o morango e o suco de limão em uma panela, em fogo baixo. Depois de 15 minutos, ou quando o morango estiver bem macio e com bastante líquido, junte o açúcar e mexa até dissolver. Cozinhe por mais 30 minutos, misturando de vez em quando com uma colher de pau, até obter uma geleia avermelhada, escura e bem brilhante, mas que dará a impressão de estar mole até esfriar.

Para testar, coloque um pratinho no freezer quando começar a trabalhar, retire a panela do fogo passados uns 20 minutos da adição do açúcar, coloque uma colher de chá de geleia no pratinho, espere 1 minuto, ou até criar uma película, e empurre uma das extremidades com a ponta do dedo para ver se enruga. Se a geleia ainda estiver mole, volte ao fogo por mais alguns minutos e repita o teste. Despeje a geleia em um pote de vidro limpo e seco, deixe esfriar, tampe e guarde na geladeira por até um mês.

DESENTOXIQUE! A Saúde do corpo está ligada à saúde do intestino

DESENTOXIQUE! A Saúde do corpo está ligada à saúde do intestino

Cerca de 30 milhões de brasileiros sofrem com o intestino preso, sendo a maioria, 75%, mulheres.

O intestino não é responsável apenas por essa íntima e cotidiana questão, além do desconforto pela diminuição das idas ao banheiro, endurecimento das fezes e sensação de evacuação incompleta, a constipação pode provocar inchaço, dor abdominal e distensão. Uma dieta de sucesso depende muito da saúde do intestino. Colocar o lixo para fora da casa é apenas uma das tarefas diárias desse órgão. Sabe-se, no entanto que ele é responsável pela absorção dos nutrientes que você consome, ou seja, você come mas não se alimenta e ainda engorda.

O intestino é composto por milhares de microorganismos, a flora intestinal abriga bactérias, que precisam ser em sua maioria bactérias do bem e não patogênicas, bactérias do mal. Nessa situação ideal, as paredes desse órgão funcionam como um filtro precioso, separando os nutrientes que entram em nosso organismo e o que deve ser eliminado, como restos de alimentos e toxinas.

Responsável pela absorção total de água e nutrientes dos alimentos, o intestino é indispensável para o bom funcionamento do nosso organismo. Quando intoxicado, provocam fissuras na parede do estomago e intestino, fazendo com que os nutrientes não sejam absorvidos corretamente, pois dão preferência para alimentos gordurosos e carregados de carboidrato, o que os deixa sujo e cheios de toxina.

Logo, quando intoxicado, provoca funcionamento irregular ou insatisfatório, o que reflete em alteração de humor, inchaço, aumento de peso, indisposição, e até mesmo vulnerável a doenças sérias como o câncer. Se o intestino não está bem, você perde todo o seu bom humor.

E não pense que é psicológico, é físico. Apenas 10% da serotonina que é o neurotransmissor responsável pela sensação de bem estar e alegria é produzida no cérebro, os outros 90% é produzida no intestino. Mas se o ambiente não está propício, quer dizer, há bactérias más em excesso a produção de serotonina cai abaixo do ideal deixando você de baixo astral.

DICA PARA AUXILIAR NA AJUDA DE INTESTINO PREGUIÇOSO:

Ingredientes

• 1 pote de iogurte desnatado

• 4 ameixas secas pretas sem caroço

• 1 col sopa de farelo de trigo

Modo de preparo: Bater tudo no liquidificador

Valor calórico: 130 kcal

Suplemento na Atividade Física, Engorda ou Emagrece?

Suplemento na Atividade Física,  Engorda ou Emagrece?

Nosso corpo precisa de energia para desenvolver todas as suas atividades. A alimentação pré treino é importante, o consumo de carboidrato antes do treino é fundamental para que o praticante tenha grande reserva de glicogênio muscular para o início do esforço. O glicogênio armazenado no fígado e nos músculos fornece a maior parte da energia durante o exercício. Sendo assim, o prolongamento da duração do exercício e/ou a intensidade do mesmo, leva a uma diminuição dos estoques de glicogênio, podendo levar à fadiga.

Os alimentos energéticos são alimentos fonte de carboidrato, são eles que nos dão energia para desenvolver todas essas atividades sem sentir efeitos colaterais ou incômodos durante o treino. O ideal é essa fonte de carboidrato, seja de boa qualidade e na quantidade adequada. Eles devem ser de fácil digestão, como pães, biscoitos salgados ou doces sem recheio, bolo simples (de fubá, laranja), e frutas sem casca e sem bagaço ou sucos de frutas.

Quando consumimos alimentos integrais antes do treino, atrapalhamos nosso rendimento e absorção pois são alimentos de lenta absorção. Por isso devemos optar por alimentos que absorvem rápidos como os já citados. O ideal é que essa alimentação seja feita no máximo 1h antes (se for uma refeição completa), se não, um lanche rápido de 40 a 30 minutos antes. Não coma de mais!!! Seu organismo vai sobrecarrega e ficar dividido entre a digestão e a atividade física, isso pode gerar congestão, náusea, vômito e perca no desempenho da atividade física.

Mas a alimentação na atividade física não para por aí! Após o treino, a oferta deve ser de 0,7 a 1,5g de carboidrato com alto índice glicêmico e deve iniciar-se assim que possível (15 a 30 minutos do pós-treino), a cada 2 horas e por até 6 horas após o exercício. Juntamente com esta estratégia, está o consumo de 5 a 9g de proteínas, que também favorece a ressíntese de glicogênio. A inclusão de proteínas após treinos deve estar adequada as necessidades individuais e ainda ao horário de treinamento.

Se os treinos são realizados nas primeiras horas do dia, provavelmente a refeição após treinos será mais rica em proteínas, já que as quantidades de aminoácidos disponíveis na corrente sanguínea podem estar diminuídos. O consumo de proteínas para pessoas fisicamente ativas deve ser próximo a 1,8g/kg de peso por dia. Essa concentração atende às necessidades de praticantes de atividades intensas e moderados. Sem uma alimentação adequada antes do treinamento, você não só pode ter um treino improdutivo como também por em risco o organismo e a massa muscular.

Uma boa refeição para esta fase compreende por carboidratos de baixo IG e proteínas, qual fornecerá combustível para extrair o máximo de força e resistência dos músculos durante o treino, além de preservar a preciosa massa muscular.Você pode optar por alimentos como batata-doce, macarrão e arroz. Ao nível de proteínas, você pode optar por aves ou peixes.

Se a refeição for um lanche, as claras de ovo poderão ser uma boa opção. Praticantes de musculação gostam muito de um batido pré-treino composto por maltodextrina e whey, Batata-doce também pode ser uma boa opção por sua praticidade. A alimentação pré-treino é pobre em gorduras e fibras para facilitar o esvaziamento gástrico, e rica em carboidratos (de baixo índice glicêmico) para manter a glicemia.

O consumo de proteínas é moderado. Além de se atentar aos macronutrientes, é preciso lembrar que durante o treinamento, ocorre uma perda de água e sais minerais pelo suor, que deve ser resposta o quanto antes, para se evitar a desidratação e seus efeitos deletérios na dinâmica cardiovascular, regulação de temperatura e no próprio desempenho. Indicamos o consumo de isotônico ou até mesmo da água de coco que é um repositor hídrico natural Para quem quer perder peso esqueça os suplementos proteícos, a não ser que queira usar como shakes substitutos de refeições.

Quer emagrecer?

Alimente-se depois de 1h após o treino, use termogenicos pré treino e consuma shake proteíco em uma refeição

Quer ganhar massa muscular?

Consuma suplementos pré treino energéticos, maltodextrina e após a atividade

Shake substituto de refeição para perda de peso ou como lanche da tarde para suplementação e hipertrofia

2 col de sopa de bioplex

01 col de sopa de cacau em pó

200ml de leite sem lactose

Bata no liquidificador e beba em seguida