O que é psicologia nutricional? Veja como ela afeta a sua alimentação

O que é psicologia nutricional? Veja como ela afeta a sua alimentação

Com a evolução da tecnologia e da ciência, muita coisa mudou, algumas para melhor e outras nem tanto – mas para o lado da ciência e da saúde, a Psicologia Nutricional está cada vez mais presente no nosso dia a dia. Por isso, neste blog, quero falar um pouco mais sobre essa ciência incrível que estuda a correlação dos transtornos mentais, anormalidades metabólicas e nutricionais nas doenças crônicas.

O que é Psicologia Nutricional?

A Psicologia Nutricional é um método inovador onde o objetivo é tratar o indivíduo como um todo atuando na doença, equilibrando a nutrição, desintoxicando o organismo e complementando com técnicas naturais da Medicina Tradicional Chinesa.

Medicina Tradicional Chinesa (MTC)

A Medicina Tradicional Chinesa tem como base o reconhecimento das leis fundamentais que governam o funcionamento do organismo humano e sua interação com o ambiente segundo os ciclos da natureza, procurando aplicar esta abordagem tanto no tratamento das doenças, quanto na manutenção da saúde através de diversos métodos.

Fonte: divulgação

Importância da Psicologia Nutricional e dos produtos naturais

Saúde é um complexo biológico, psíquico e social. Por meio do alinhamento desses três fatores, pode-se dizer que a pessoa apresenta pleno estado de bem-estar. Para isso, é necessário que os sistemas do organismo, mente, cultura, ambiente e relacionamentos estejam adequados. Além disso, é preciso alinhar todos esses fatores a uma alimentação saudável.

Antes da revolução industrial, era comum comer alimentos frescos e saudáveis, contudo, principalmente após esse período, tornou-se cada vez mais frequente o processo de industrializar os alimentos. Hoje, é comum encontrar sucos de fruta que consistem praticamente de apenas aromatizantes. Carnes e embutidos que perduram por anos, sem vencimento. Leites ricos em produtos químicos.

Desse modo, os alimentos passaram a ter elevado teor de açúcares, sal, gorduras e cafeína. Esses ingredientes super-estimulam o organismo, tornando o paladar viciado em alimentos ultraprocessados. O problema reside no fato de isso não ser natural ao organismo e ser fator de risco para doenças cardiovasculares, respiratórias e transtornos mentais, por exemplo.

Impacto da Psicologia Nutricional na alimentação

A World Health Organization ressalta que comer se torna benéfico, caso seja atingida a ingestão adequada dos parâmetros biológicos, sociais e individuais, além do respeito à regionalização e cultura. Logo, a alimentação deve aperfeiçoar a qualidade de vida física, mental e social. Ela se torna fator inerente para a construção de uma sociedade feliz e dinâmica. Por isso, não deixe que os maus hábitos alimentares prejudiquem sua saúde mental.

A comida impacta nosso cérebro, cognição e estado emocional. Alimentação saudável é qualidade de vida. Uma dieta com a combinação certa de vitaminas, minerais, óleos e gorduras saudáveis pode ajudar a melhorar nossas funções cerebrais, níveis de energia, memória, além de controlar as emoções.

Nesse sentido, uma pesquisa divulgada na revista BMJ Open apontou que o consumo de frutas e vegetais está relacionado com um alto bem-estar mental das pessoas. Segundo os pesquisadores, “essas novas descobertas sugerem que a ingestão de frutas e vegetais podem desempenhar um papel potencial como um fator não apenas físico, mas também de bem-estar mental na população em geral”.

Além disso, é possível que uma melhora na alimentação vá além do bem-estar mental. Tendo isso em vista um estudo publicado na revista Nutrients analisou estudantes universitários e os seus hábitos alimentares – e os resultados foram surpreendentes. Segundo os dados da pesquisa, uma boa alimentação saudável pode melhorar os sintomas de transtornos mentais e até melhorar o sucesso acadêmico dos alunos.

Por outro lado, a alimentação inadequada pode causar ou agravar sérias condições de saúde. Uma revisão de diversas pesquisas constatou que uma dieta pobre (com altos níveis de gordura saturada, carboidratos refinados e alimentos processados) está ligada à uma pior saúde mental em crianças e adolescentes.

Por tanto, é claramente notável que a Psicologia Nutricional é muito importante para a nossa rotina alimentar. Você é o que você come, então tudo o que você decide ingerir afetará sua vida como um todo, em todos os sentidos. O caminho para cuidar da sua saúde é um só: mudar sua alimentação, consumindo sempre alimentos saudáveis e naturais – evitando sempre os industrializados.

Deixe uma resposta