Como perder gordura abdominal

Como perder gordura abdominal

É muito comum ouvir as pessoas dizendo que a gordura abdominal é a mais difícil de perder. Mas saiba que existem maneiras de agilizar esse processo, através da alimentação e da prática de exercícios físicos.

Fonte: divulgação

Quais são os tipos de gordura abdominal?

Alguns fatores influenciam o acúmulo de gordura localizada no abdômen, como a idade e a genética, tornando a queima dela mais difícil graças a alguns receptores que dificultam a liberação de gordura. A gordura abdominal se acumula de duas formas: na camada subcutânea e na visceral.

A subcutânea é a camada mais profunda da pele e seu principal efeito é inestético, como os culotes. Apesar de não causar tantos prejuízos à saúde, esse é o tipo de gordura localizada mais difícil de perder devido ao metabolismo que demora a responder aos estímulos do organismo.

Já a gordura que fica na camada visceral é localizada no interior da cavidade abdominal e está constantemente em atividade metabólica. Esse tipo de gordura localizada altera as taxas do organismo, prejudica o funcionamento dos órgãos e aumenta o risco de doenças, como o diabetes.

Como perder gordura abdominal?

A gordurinha localizada pode sim ir embora, mas é preciso comprometimento e foco. Aqui, separei alguns hábitos/maneiras de dar adeus à gordura abdominal:

Atividade física

Aliar atividade física e uma boa alimentação é o conjunto perfeito para quem quer perder gordura abdominal. Alimentos integrais, não industrializados, com baixo teor de açúcar e alto teor de fibras, como vegetais e frutas, favorecem a queima da gordura abdominal.

Um exemplo disso é o Arroz Integral Agulhinha, que além de ser uma ótima fonte de fibras, vai te ajudar a emagrecer com saúde e qualidade de vida.

Hidratação

A hidratação do corpo é outro fator que influencia o combate a gordura localizada, pois se há grande ingestão de fibras e baixa ingestão de água, o efeito será contrário, podendo gerar gases e constipação. A água hidrata as fibras e auxilia na eliminação de toxinas do organismo.

Além da água, o Chá de Sene e a Farinha de trigo integral te ajudarão a evitar essa retenção, deixando o intestino mais fluido e regular.

Abandone os industrializados

Produtos industrializados são os maiores vilões para quem quer ter ou manter um abdômen livre de gorduras, então abandone de vez o consumo destes “alimentos” e siga uma dieta mais saudável com produtos de verdade.

Escolha sempre pequenos empórios ou empresas com fabricação própria de produtos reais e saudáveis, assim como a Nação Verde.

Coma castanhas

As castanhas contêm gorduras boas, que estimulam a produção de substâncias antioxidantes e anti-inflamatórias no organismo – um primeiro passo para diminuir o tamanho das células de gordura. Elas também colaboram para reduzir os ataques a doces e carboidratos refinados porque ajudam a desligar no cérebro os centros de desejo por esses alimentos. Castanhas do Pará, de caju, amêndoas, nozes, entre outros você também encontra na Nação Verde.

Tome chá

Chá-verde, chá de capim limão e chá de hibisco têm alto teor de fito químicos, que previnem doenças e maximizam a perda de gordura e o aumento da massa magra.

Controle a carga e o índice glicêmico do prato

Combine alimentos de diferentes índices glicêmicos para evitar desequilíbrios de hormônios responsáveis pela produção de gordura. Por exemplo, vai comer uma massa? Pegue uma porção pequena e peça uma salada de folhas de entrada para baixar o índice glicêmico do prato. Na tapioca, acrescente sementes de chia à goma e recheie com carnes, queijos ou iogurte (eles também ajudam a reduzir o índice).

Tome café com óleo de coco antes do treino

Invista na mistura para queimar mais gordura durante o exercício físico. Segundo os nutricionistas, o óleo de coco estimula a oxidação da gordura e o café acelera o metabolismo. Ambos podem ser encontrados na Nação Verde, com sabores de verdade.

Mude seu estilo de vida

O estilo de vida inadequado, como o estresse, é um grande vilão para a perda de gordura abdominal. Em situações de estresse, nosso corpo libera cortisol que, quando em excesso no sangue, favorece o acúmulo de gordura na região do abdômen.

Deixe uma resposta