Veja qual chá combina melhor com você

Veja qual chá combina melhor com você

Chá Preto

Os antioxidantes do chá ajudam a eliminar os radicais livres, a manter os vasos flexíveis e a promover um fluxo sangüíneo saudável, o chá preto atenua os efeitos nocivos dos alimentos gordurosos porque dão ao organismo um tempo maior para transformar as gorduras de baixa densidade (que resultam o mau colesterol) em gorduras de alta densidade.

O consumo do chá preto traz tanto o benefício dos bioflavonóides como da cafeína, que é vasodilatadora. Ao dilatar os vasos, a cafeína facilita a passagem das placas gordurosas. Então essas placas irão até o fígado, onde poderão ser destruídas, prevenindo o depósito nas artérias.

Chá Verde

O chá verde é feito com folhas de Camellia Sinensis, é a mesma erva que dá origem ao chá preto. Auxilia na perda de peso, diminuição das taxas de colesterol, controla a pressão arterial, ativa o sistema imunológico, reduz o risco de artrose, aterosclerose dentre outras doenças degenerativas, tem ótima ação cicatrizante por uso tópico. Contém altas concentrações de antioxidantes como as catequinas, os carotenóides e os flavonóides, estimulantes como a cafeína, minerais (potássio, sódio, flúor, entre outros), além da teofelina, que é um potente vasodilatador.

Chá Branco

As flores da erva são colhidas quando novas. Graças à coloração prateada desses brotos, a bebida recebeu o nome de chá branco. Como a planta não passa por oxidação, seus princípios ativos são mais concentrados. É o mais eficiente para queimar gorduras, “turbina” o metabolismo, combate o envelhecimento precoce, possui menos cafeína do que o chá verde e reduz o risco de doenças cardiovasculares.

Deve ser evitado por lactantes, gestantes e pessoas com problemas gástricos e cardíacos. O típico chá inglês é preparado com chá preto. Coloque cerca de duas colheres de sopa da erva em um sachê ou compre os saquinhos prontos. Acrescente água fervente e deixe em infusão por dois a cinco minutos. Adoce a gosto, lembrando que chá preto é mesmo mais amargo que chás de frutas. O chá inglês leva leite. Coloque cerca de um terço de xícara de leite na temperatura ambiente.

Entre os chás mais indicados para a desintoxicação estão o de capim-cidreira, camomila, alecrim, centelha, hortelã, erva-doce, sálvia, cardo-santo, espinhadeira-santa, coentro e bardana. O conhecido efeito “termogênico” é obtido nos chás de hibisco, casca de laranja amarga, carqueja, boldo, fucus, guaçatonga e salsaparrilha.

Destaque para os chás branco, verde e vermelho, ervas de cultura tradicional, bastante celebrados por suas propriedades medicinais. A queima de gordura é alcançada a partir da aceleração do metabolismo e da queima de calorias que ajudam na quebra de moléculas de gordura já acumuladas no organismo e consequentemente a emagrecer.

Chá diurético Auxilia no funcionamento dos rins, diminuindo inchaços (edemas) e, com isso, pode ajudar no controle da hipertensão arterial. Podem ser usadas as seguintes ervas:

– Chapéu-de-couro

– Rosa-mosqueta

– Folha de abacate

– Quebra-pedra

– Cavalinha

Chá laxativo

Auxilia no funcionamento intestinal. Podem ser usadas as seguintes ervas:

– Folhas de sene

– Jalapa

– Funcho (ou carqueja)

Chá tranqüilizante

Age como indutor de sono e tranqüilizante. Podemos usar:

– Folhas de melissa

– Sementes de maracujá doce

– Erva-cidreira

– Alfazema

Chá digestivo

Favorece as secreções salivares e gástricas e o peristaltismo do tubo digestivo. Podemos utilizar:

– Sementes de erva-doce

– Cascas de laranja com canela

– Camomila

– Boldo

Dica: se não gostar do gosto do chá, misture com uma fruta

Ex: abacaxi ou limão.

Você conhece os Benefícios do Amaranto?

Você conhece os Benefícios do Amaranto?

Amaranto é um cereal rico em carboidratos, proteínas e gorduras, e ainda não contém glúten, podendo ser consumido por intolerantes ao glúten e celíacos. A maior parte das calorias oriundas do amaranto é dos carboidratos, e como a maioria dos outros cereais integrais, fornece uma quantidade boa de vitaminas e minerais importantes à saúde. No geral, substituir grãos refinados pelos integrais, como amaranto, arroz integral, quinua, ajuda a diminuir risco para desenvolver problemas do coração.

Os cereais refinados carecem de vitaminas, minerais e fibras importantes ao bom funcionamento corporal, e não sacia tanto quanto os cereais integrais. Mas a presença dos fitoesteróis presentes no amaranto ajuda a reduzir os níveis de colesterol sanguíneo. E esses fitoesteróis também são encontrados na soja, nos legumes e em outros grãos.

O amaranto ainda é uma boa fonte de cálcio de origem vegetal, e muito versátil na cozinha, a versão em grão pode ser usado em sopas, tortas, barras de cereais, pães, bolos, quibes, e cozidinho mesmo para comer com feijão nas refeições principais, no lugar do arroz. Temos a versão já em flocos, pronta pra consumir, podendo ser acrescida a iogurtes, salada de frutas, açaí, shakes, sucos, etc.

PROTEÍNAS: Possui 15% de proteínas que são essenciais para o bom funcionamento do nosso corpo.

CÁLCIO: É uma fonte de cálcio de fácil absorção (semelhante ao leite), além de possuir fibras, zinco e fósforo.

SEM GLÚTEN: Por não possuir glúten, possibilita que aqueles que são portadores de doença celíaca consumam amaranto sem restrições para a saúde.

FÁCIL CONSUMO: O grão não possui sabor, sendo assim, ele pode ser adicionado a frutas variadas, iogurtes, saladas e outras preparações como bolos e pães.

COLESTEROL: Alguns estudos recentes apontam inúmeros efeitos benefícios de seu consumo, que deve ser diário, na diminuição do colesterol.

INTESTINO: É rico em fibras, contribui na melhora do trânsito intestinal.

Bolo de banana com Amaranto – sem glúten e sem lactose

1 ovo

1 xícara de açúcar

1/3 de xícara de creme vegetal

1 banana amassada

1/2 xícara de amido de milho

1/2 xícara de farinha de mandioca

1 colher de chá de sal

1 colher e meia de chá de fermento para pão

1 xícara de flocos de amaranto

1/4 de xícara de leite de soja

2 bananas cortadas em rodelas para decoração

2 bananas cortadas no sentido do comprimento para o recheio

Açúcar e Canela para polvilhar

1. Bata com uma batedeira o ovo com o açúcar, acrescente o banana amassada e o creme vegetal.

2. Pare de bater e coloque o amido de milho. Misture bem com uma colher. Volte a bater e coloque a farinha de mandioca e o sal.

3. Pare de bater mais uma vez e coloque o amaranto misturando bem com uma colher. Volte a bater e incorpore o leite. Por último, acrescente o fermento e misture com uma colher.

4. Coloque metade da mistura em uma forma de bolo inglês untada com óleo. Arrume uma camada de recheio com as 2 bananas cortadas no sentido do comprimento. Polvilhe um pouco do açúcar. Coloque o restante da massa e decore com as 2 bananas cortadas em rodelas, polvilhe bastante açúcar e canela.

5. Leve ao forno pré-aquecido em fogo médio por aproximadamente 40 min (o meu ficou pronto em 35 min). Cuidado para não ultrapassar o tempo de forno, senão o bolo ficará ressecado. Faça o teste do palito.

Dieta Detox pós Copa do Mundo

Dieta Detox pós Copa do Mundo

Para muitos, o ano começa agora quando falamos de dieta! Após um longo período com muitas festas e comemorações, vamos cuidar um pouco mais de nossa saúde! Ano novo, natal, carnaval, páscoa, feriados, jogos… que tal uma desintoxicação para eliminar seu corpo dos excessos e toxinas consumidas durante todo esse tempo? Vale lembrar que a dieta não pode ser feita por muito tempo, e deve ser orientada por um nutricionista. Por ser de baixa caloria, pode gerar tontura e mal estar.

 As dietas detox normalmente variam entre 900 a 1000 kcal com o mínimo de consumo de carboidrato e normalmente sem glúten, carnes vermelhas e sem leites e derivados. Para quem quiser seguir uma dieta mais a risca com todos esses requisitos de exclusão alimentar, segue algumas dicas de alimentos para colocar no seu dia a dia:

– Alimentos sem glúten: arroz integral, milho, quinua, soja, batata, cenoura, mandioca, inhame, cana-de-açúcar, tapioca, sementes de amaranto e girassol, soja, milho, frutas e farinhas de frutas (farinha de coco, banana).

– Alimentos lipolíticos (ajudam na degradação da gordura/ são termogênicos): Melão,

– Abacaxi, Tangerina, Hortelã e Pêra, Cafeína, Proteínas (aumentam a atividade metabólica),

– Flavonóides (uvas, frutas cítricas, couve-flor), Alimentos diuréticos, melancia, beterraba e suas folhas, Coco, Maça, suco de limão, cenoura, escarola, repolho, broto de feijão, salsinha, pepino, abobrinha, chuchu, alface, abacaxi, pêra, morango– pois têm 90% de água

– Alimentos anti-ansiolíticos (caqui)

RECOMENDAÇÃO

É importante comer somente o suficiente, sem pressa, mastigando muito bem o alimento. Também é recomendado dar preferência à ingestão de vegetais folhosos, castanha-do- pará, peixes e frutos do mar. Alimentos ricos em vitamina B6, há uma concentração de triptofano, aminoácido que produz a serotonina, neurotransmissor responsável pelo bom humor.

As principais fontes das vitaminas são frango, atum, banana, cereais integrais, levedo de cerveja, arroz integral, cará, batata, alho e sementes de gergelim. O zinco pode ser encontrado nos frutos do mar, mas está presente também nas carnes de boi, porco e de aves. É encontrado no leite, iogurte, cereais, germe de trigo, feijões, nozes, castanhas, amêndoas e ricota, entre outros.

Cuidado com alimentos ricos em Ferro e filatos. O magnésio também é conhecido como o mineral antiestresse. Os alimentos mais ricos no componente são as castanhas, soja, leite, peixes, verduras, cereais integrais e pão. As castanhas-do-pará são especialmente recomendadas, elas são também ricas em selênio, bom para impedir o estresse e possuem triptofanos que ajudam a sintetizar a serotonina. Presente nas frutas cítricas, a vitamina C também faz parte do arsenal antiestresse.

A dieta deve constar ainda de alimentos ricos em cálcio, como iogurte, leite e seus derivados. Também em ácido fólico (brócolis, lentilha e feijão), além de magnésio e manganês. Brócolis (mais uma vez), chicória, acelga e alface são ricos nesses nutrientes.

Incluir

Água de coco, Tudo light – diet só geleia, Milho, Poucas vezes alface – calmante – diminui metabolismo

Alimentos ácidos (tomate) apenas 1x/dia pois ajudam na digestão

Diminuir ao máximo o sal, os condimentos ou molhos salgados, e aumentar a ingestão de água e fibra

DICAS:

– Laranja, tomate, banana e manga – ajudam a desinchar pois são ricos em potássio

– Melão, salsão, aspargo, agrião, rúcula e almeirão – são diuréticos naturais

– Fibras como aveia, granola, ameixa seca e uva – previnem a prisão de ventre

– Folhas verde-escuras – ativam a circulação

– Ervas aromáticas e especiarias em geral

– Alho – diminui a pressão arterial e combate o inchaço

– Salsa – é rica em vitaminas e minerais e ajuda a digerir os alimentos mais pesados e atua como diurético.

Os alimentos que devem ser evitados são:

– Reponho, couve, couve-flor e batata-doce – fermentam e provocam gases

– Refrigerantes (mesmo o light e os diet) – são bebidas ricas em sódio

– Embutidos (salame, mortadela) e carnes como bacalhau e carne seca – Têm muito sal

– Enlatados em geral: palmito, atum, sardinha, milho, ervilhas, etc…

– Café, chá mate, guaraná, achocolatado e outros alimentos que contêm cafeína

– Fritos e lanches servidos em fast-food

– Condimentos prontos, como ketchup e a mostarda

– Doces – abusar do açúcar acelera a produção de toxinas.

Não enche, Desinche!

Não enche, Desinche!

Alguns alimentos funcionais ajudam a evitar a retenção de líquido, são alimentos que contem um alto teor de água em sua composição, como a melancia, melão, abacaxi, chuchu, pêssego, cenoura. Além disso, alimentos ricos em potássio, ajudam a desinchar e regular o sódio no organismo, como a banana, batata, tomate, etc.. Mas não adianta depender apenas dos alimentos para prevenir ou eliminar o inchaço, vale a pena ressaltar que a ingestão de no minimo 2 litros de água por dia deve ser feita, além de evitar o consumo de alimentos industrializados e reduzir a quantidade de sal e embutidos Os vilões que ajudam e favorecem a retenção de liquido, devem ser excluídos da dieta, uma alimentação rica em carboidratos simples como açúcar, gorduras, sal e produtos industrializados, não podem ser consumidos em excesso.  Segue algumas dicas infalíveis para se livrar desse desconforto:

– Pratique atividade física pelo menos 30 min todos os dias ou 3 vezes na semana algo mais intenso

– Procure ajuda de uma clinica de estética, tratamentos como frenagens e até mesmo alguns aparelhos podem ajudar a combater e ajudar no inchaço

– Os vegetais, legumes e verduras contem vitaminas e minerais antioxidantes que ajudam na saúde e na estética

– Aumente a ingestão de alimentos integrais, troque a farinha refinada (além de reter liquido, ela ajuda a aumentar o peso)

– Intestino preso também ajuda no inchaço, aumente o consumo de fibras e use nutricosméticos que ajudem seu intestino a funcionar

– Acrescente ao leite: cereais integrais, farelo de aveia, farelo de trigo, gérmen de trigo, linhaça.

– Utilize alho, cebola, ervas naturais e pouco óleo para o preparo das refeições e evite os temperos prontos, eles são ricos em sódio

– Modere o consumo de sal.

– Polvilhar a comida ou a salada com farinha de linhaça. Tem ação anti- inflamatória.

– Substituir duas vezes na semana o feijão por soja.

– Evitar o consumo exagerado do café, em excesso, pode irritar a mucosa gástrica, além de ser vasoconstritor, ou seja, diminui o calibre das artérias, favorecendo a má circulação, contribuindo para a formação de celulite.

– Substitua por chás.

ARROZ INTEGRAL (suficiente para 2 adultos)

Ingredientes:

• 1 copo de arroz integral tipo agulhinha

• 2 1/2 copos de água fervendo

• Temperos (cebola picada e/ou alho amassado)

• 1/2 colher de sobremesa de sal (no caso do sal, quem manda é o gosto do “freguês”, por isso, acrescente a quantidade ideal para o seu paladar)

Modo de fazer:

Lavar o arroz e colocar numa panela juntamente com os temperos. Ligar o fogo e torrar o arroz mexendo sempre para não queimar até ficar bem sequinho (não é necessário acrescentar óleo, nem fritar os temperos). Acrescentar a água fervendo por cima do arroz, colocar em fogo baixo, tampar parcialmente a panela e deixar cozinhar até a água secar por completo. Depois do cozimento, colocar um pouco de azeite de oliva por cima do arroz. Variações: Para variar o sabor, picar pimentão vermelho e/ou amarelo e cozinhar junto com o arroz. O mesmo pode ser feito com cenoura ralada. Outra opção é picar cheiro verde e acrescentar ao arroz depois de pronto. Em ocasiões especiais, coloque o arroz integral depois de pronto num pirex e misture castanha do Pará triturada ou gersal.

Para ajudar,  utilize no processo utilize o nosso Herbis

Melhores Alimentos para quem Treina

Melhores Alimentos para quem Treina

Alimentar-se adequadamente para treinar é um dos pontos principais para garantir um bom desempenho e ganhos. A alimentação não pode nunca ser deixada de lado, embora algumas pessoas se esqueçam disso no seu dia a dia.

Ingerir diariamente no mínimo de 9 porções de pães, cereais, arroz e massas; 4 porções de hortaliças; 3 porções de frutas; 2 porções de leite, iogurte e queijo; 2 porções de carnes, aves, peixes, ovos, feijões e nozes.

Ingerir líquidos frios, pois são absorvidos mais rapidamente.

DURANTE ou APÓS exercício ingerir alimentos com alto índice glicêmico, pois entram rapidamente na corrente sangüínea: isotônicos, batata assada, cereais matinais, mel, melancia, pão branco, picolé de frutas, maltodextrina.

ANTES do exercício consumir alimentos com baixo e moderado índice glicêmico: arroz integral, milho, feijão, grão de bico, macarrão, banana, maçã, pêra, leite com achocolatado, iogurte de frutas.

Diluir as bebidas isotônicas.

Evitar excesso de manteiga, margarina, maionese que geralmente acompanham alimentos ricos em carboidratos, bem como, queijos gordurosos, lingüiça, salame, gorduras aparentes de carnes e pele de aves.

Abacaxi: O abacaxi é um alimento rico em vitamina C, betacaroteno (provitamina A), vitaminas do complexo B e minerais como potássio, manganês e cálcio. Além disso, também contém uma poderosa enzima, a bromelina, que segundo recentes pesquisas, pode ajudar na redução de inflamações e ajudar na digestão. Ajudam a eliminar gordura com seu efeito termogênico que com atividade física ajuda a queimar gordura mais rápido, sua composição é rica em água, possuindo assim poucas calorias. (exercícios aeróbicos/ esteira, bicicleta, jump, step)

Banana: A banana é uma fruta rica em carboidratos de fácil digestão, capaz de recuperar as reservas energéticas durante o exercício. , assim como fibras dietéticas, potássio e vitaminas B2 e B6, oferecendo assim muitos benefícios ao organismo. A banana, rica em potássio ajuda a prevenir cãimbras, o que por si só já seria uma razão para ser consumida por quem faz atividade físicas (musculação/ hipertrofia)

Carambola: A carambola é um ótimo antioxidante, pois contém polifenóis que ajudam a proteger as células contra a ação dos radicais livres e previnem o envelhecimento precoce da pele, ajudando a manter a aparência sempre jovem. A única contra indicação é que quem tem problemas renais seu consumo deve ser evitado, já que a carambola contém uma neurotoxina que é muito prejudicial. Para todas as outras pessoas, não há nenhum risco. Além de consumida in natura, você pode fazer tortas, compotas, mousses, saladas e muitas preparações com a fruta. A carambola tem baixas calorias e enriquece o valor nutricional da sua preparação. (atletas/ endurance)

Damasco: O damasco é rico em fibras, contém poucas calorias e é altamente nutritivo. Pode ser consumido fresco ou seco e compõe pratos doces e salgados. Se você pratica exercícios físicos com regularidade, abuse especialmente do damasco seco: fonte de vitaminas e minerais, repõe com rapidez a energia perdida com os treinos e, como é pequeno e dispensa refrigeração, pode ser levado em um recipiente fechado. O damasco é super nutritivo e rico em fibras que ajudam o funcionamento intestinal; em betacaroteno, que dá aquela força no bronzeado; em potássio, mineral capaz de regular a pressão arterial e evitar o acidente vascular cerebral; ácido fólico, que previne a malformação fetal; ferro e vitaminas A, B, C e E. (exercícios aeróbicos/ esteira, bicicleta, jump, step)

Figo: contem cálcio, fósforo, cobre, ferro e vitaminas A, B1, B2, e C. É laxante, diurético e desintoxicante, além de nutritivo porque apresenta grande quantidade de açúcar natural Aproximadamente 15% da sua composição é açúcar, e esse valor aumenta para 60% quando o figo é seco, já que assim o açúcar fica concentrado. Por essa razão é indicado para praticantes de atividade físicas e para quem precisa de um sabor doce após as refeições, já que sacia bastante. (musculação/ hipertrofia)

Goiaba: Tem substancias antioxidantes, a atividade física em excesso traz um aumento na produção de radicais livres, que fazem mal à saúde. Diminuindo essa produção de radicais livres poderia haver uma diminuição do dano muscular. O beta-caroteno encontrado na goiaba é um exemplo de antioxidante natural. (qualquer tipo de treino)

Jabuticaba: rica em ferro, fósforo e boas doses de niacina e antocianinas, vitaminas que melhoram a digestão e são muito eficientes no combate ao aparecimento de células cancerígenas e tumores. Além de ser rica em vitamina C, se consumida com casca, ajuda a regular o intestino, pois é uma excelente fonte de fibras. Ajuda na atividade física pois evitam a fadiga muscular e ajudam a repor o glicogênio nas células musculares (musculação/ hipertrofia).

O consumo de água é de extrema importância para evitar a desidratação, e não ocorra cãibras, e para isso é importante beber líquidos antes, durante e depois do exercício. Beba líquidos durante o dia todo, de forma que sua urina seja clara e abundante. (qualquer tipo de treino)

Para evitar cãibras, e importante que o consumo de potássio seja satisfatório, uma vez que sua deficiência causa o desequilíbrio eletrolítico e promover as cãibras musculares. Outros nutriente que contribuem para a contração muscular e o cálcio e o magnésio, ambos os nutrientes contribuem para a diminuição das câimbras, por auxiliarem na contração e relaxamento do músculo. E por ultimo, o sódio, que também tem influencia para o aparecimento de câimbras. Porém, essas medidas são para aliviar e evitar o aparecimento de cãibras, tenha um consumo adequado de frutas, hortaliças, laticínios com baixo teor de gordura para evitar esse desconforto.

8 Dicas para Seguir a Dieta Mediterrânea

8 Dicas para Seguir a Dieta Mediterrânea

Estudo recente mostrou que a Dieta Mediterrânea poderia evitar cerca de 30% das mortes por ataque cardíaco, derrames e doenças cardiovasculares em geral. Mas você sabe como funciona a dieta mediterrânea? Confira nossas dicas abaixo e aproveite o que ela tem de melhor:

Frutas e hortaliças: por conterem grande quantidade de fibras e antioxidantes (como beta-caroteno, licopeno, vitaminas E e C) previnem o câncer.

Cereais: são essencialmente fornecedores de energia para o organismo; mas, se forem integrais, também contribuem com vitaminas do Complexo B, vitamina E, selênio e fibras.

Leguminosas: são fonte de fibras e proteínas vegetais. As fibras combatem a constipação, evitam o câncer do cólon e reto (regiões do intestino grosso) e diminuem o nível do colesterol “ruim” (LDL) prevenindo o aparecimento das doenças cardiovasculares.

Oleaginosas: por possuírem ácidos graxos mono e poliinsaturados, as oleaginosas reduzem a chance da pessoa desenvolver a hipercolesterolemia (colesterol alto no sangue). No entanto, quem faz um plano alimentar, com objetivo de emagrecer, não deve exceder em seu consumo, pois apesar das inúmeras vantagens, elas são muito calóricas.

Peixes: são ricos em ácidos graxos ômega – 3, dessa forma, atuam contra o aparecimento de uma variedade de doenças, incluindo hipertensão, aterosclerose, doenças do coração e câncer.

Iogurtes: além de serem fonte de cálcio, contém lactobacilos (microorganismos vivos). O cálcio contribui para a prevenção da osteoporose e os lactobacilos beneficiam nossa flora intestinal, combatendo os microorganismos patogênicos que possam estar presentes nos intestinos.

Vinho tinto: por possuírem uma alta quantidade de flavonóides (antioxidantes), o vinho tinto evita a formação de placas de gorduras na parte interna dos vasos sanguíneos (ateromas), e por conseqüência, diminui o risco para o desenvolvimento das doenças cardiovasculares. De acordo com a cultura mediterrânea, o consumo do vinho tinto deve ocorrer durante as refeições, pois a presença de alimentos ameniza os efeitos tóxicos do álcool no organismo.

Azeite de oliva: é rico em fenóis (antioxidantes) e em ácido graxo monoinsaturado, sendo que o último atua no aumento da taxa do colesterol “bom” (HDL), favorecendo nosso coração. Segundo o costume do povo mediterrâneo, o ideal é consumi-lo diariamente, para temperar as saladas, regar um peixe ou carne que irá assar, fazer um arroz… o azeite, assim como qualquer outra gordura, é calórico. Portanto, seu consumo não deve ser exagerado.

Dicas para comprar Frutas, Verduras e Legumes

Dicas para comprar Frutas, Verduras e Legumes

A melhor dica é comprar o que estiver “na época”, ou seja, aquilo que os produtores locais têm a oferecer (especialmente em feiras livres, mercados municipais e sacolões). Isso reduz a distância de transporte dos produtos, garantindo assim que estejam mais frescos e baratos. Confira outras dicas:

Frutas

Manga, Melancia e Pêssego

– Devem ter a consistência firme, porém macia. Evite as que estejam moles ou com furos.

Melão

– Evite os que apresentam rachaduras. O melão maduro deve ceder à pressão dos dedos quando apertados nas extremidades.

Maracujá

– Escolha os mais pesados, indício de que apresentam mais polpa. Quanto mais enrugados, mais maduros e menos azedos são.

Maçã e Pêra

– As de aspecto mais brilhante são as mais frescas porque estão mais hidratadas.

Tangerina, laranja e limão

– A casca deve ser lisa, indicando que têm mais sumo.

Banana

– As mais arredondadas foram colhidas no momento certo. Não se guardam bananas em geladeira, caso contrário, ficam pretas rapidamente e com sabor alterado. Bananas que são compradas para amadurecer em casa não devem ter coloração integralmente verde, mas sim, devem apresentar algumas regiões de cor amarela.

Abacate

– Essa fruta só fica madura depois de colhida. Um truque é sacudir para ver se o caroço está solto, indicando que ele ainda vai amadurecer.

Uva

– Atenção com o cabinho, que deve estar verde. Os escuros indicam que a fruta está envelhecida. A uva deve ser guardada na geladeira.

Abacaxi

– Quanto mais lisa a casca, mais maduro ele está e consequentemente, mais doce.

Verduras

Alface

– Evite folhas murchas. As alfaces lisas e as crespas apresentam folhas normalmente menos firmes. Já a alface americana tem que apresentar folhas de tamanho médio e cor verde bem clara.

Brócolis

– Flores abertas ou amareladas significam que a hortaliça não está mais fresca. Quanto mais intensa a cor, mais saborosa a verdura.

Repolho

– Folhas muito separadas indicam que o repolho está duro.

Espinafre

– É possível descobrir se o espinafre está verde pelo barulhinho seco quando as fibras se quebram. As folhas devem ser verdes e firmes.

Legumes

Cenoura e Pepino

– Observar se a cor é uniforme e se a casca está firme.

Nabo

– Os mais pesados indicam mais qualidade.

Batata

– Além de firmes, não podem apresentar pontinhos esverdeados na pele.

Beterraba

– Beterrabas muito duras ou com partes rachadas devem ser evitadas. As melhores apresentam casca mais colorida e macia.

Cebola

– Não pode ter manchas, pontos moles ou marcas pretas.

Couve-Flor

– Flores amareladas indicam que já estão passando do ponto. As folhas devem ser bem verdes.

Quiabo

– Os melhores são pequenos e macios e as pontas devem quebrar com facilidade. Se conseguir apalpar as sementes pela parte de fora, significa que já passaram do ponto.

Tomate

– Quanto mais forte o cheiro, mais saboroso. Não compre se apresentar buraquinhos na pele, o que indica que tem bicho em seu interior.

Receita com aproveitamento de cascas e talos

Doce de casca de laranja

Ingredientes

• 06 laranjas

• Açúcar (o mesmo peso das cascas)

• Cravo e canela em pau a gosto

Modo de preparo:

Retire o sumo das laranjas e depois a casca, cortando a laranja em quatro em seguida retire os gomos. Use só a casca com a parte em branco. Deixe de molho em água de um dia para outro. Troque a água várias vezes. Corte as cascas pelo meio, depois em fatias finas. Coloque em uma panela, cubra com água e ferva por mais ou menos 15 minutos. Escorra a água. Coloque o mesmo peso das cascas em quantidade de açúcar, o cravo e a canela Levar ao fogo para apurar.

Arroz Preto, Quais seus Benefícios?

Arroz Preto, Quais seus Benefícios?

Menos calórico, comparado com o arroz integral, o arroz preto vem ganhando espaço nas mesas dos brasileiros. Com 20% mais proteína e 30%mais fibras, ele ajuda no bom funcionamento do intestino, reduz o colesterol do sangue e controla a glicemia evitando grandes descargas de insulina e ainda aumentam a saciedade, retardando a sensação de fome- tornando-se um aliado de quem está controlando o ponteiro da balança.

Além de, ser rico em vitaminas do complexo B,  importantes para o metabolismo do nosso corpo. Comparado com o arroz integral, as calorias não mudam muito, para 100g a diferença é de 359 calorias para o arroz preto contra 362 cal para o arroz integral, a diferença está nas fibras, no arroz preto é encontrado em maior quantidade além de ter poder antioxidante bem maior que o integral, retardando o envelhecimento e o surgimento de doenças.

 A grande diferença entre esse arroz e os outros é a presença elevada de compostos fenólicos, flavonóides e antocianinas- que são antioxidantes e combatem os radicais livres, protegendo suas células contra doenças crônico não transmissíveis, mantendo seu organismo protegido e em equilíbrio. Por ter maior quantidade de fibras, o arroz preto ajuda no emagrecimento pois fazem com que nosso metabolismo acelere no processo de digestão da fibra e perca mais calorias, além de ajudar no funcionamento do intestino, evitando o inchaço abdominal.

O arroz preto mantém sua película- geralmente retirada do arroz branco- que são ricas em vitaminas A, B1, B2, B6, B12, niacina, ácido nicotínico, cobalto, cálcio, magnésio, ferro e zinco. Além desses benefícios, suas quantidade maior de proteína também beneficia as pessoas que adotam uma dieta vegetariana, ou aqueles que não comem carnes diariamente.

Segue uma receita para quem ainda não provou esse alimento rico em benefícios:

Arroz preto 100g

Couve flor crua 300g

Tofu 150g

Champignon 4 col sopa cheia

Cebola 2 col sopa cheia picada

Azeite de oliva 1 colher de chá

Shoyu 1 col sopa

Pimentão verde cru 01 unidade pequena

Pimentão vermelho cru 01 unidade pequena

Modo de preparo: Refogue 2 colheres (sopa) de cebola e 1 colher (chá) de alho, acrescente o arroz e deixe cozinhar até ficar al dente, usar sal a gosto. À parte, com 1 colher (chá) de azeite de oliva, 1 colher (sopa) de molho de soja refogue os legumes, com sal a gosto. Quando estiverem al dente, misture o cogumelo. Em seguida misture tudo com o arroz e o queijo tofu. Coloque em fôrma transparente e salpique com salsa.

Rende 5 porções com 140 cal/porção.

Diga adeus a Celulite!

Diga adeus a Celulite!

A base de um cardápio estético, devem ser alimentos de baixo índice glicêmico (liberam a glicose, o açúcar o alimento mais lentamente no sangue, deixando o mais equilibrado) para quem quer fazer um tratamento estético voltado para a celulite, deve evitar o consumo de sal, açúcares e farinhas refinados, alimentos de alto índice glicêmico. Deve investir em carboidratos integrais, chás e frutas digestivas, dietas desintoxicantes.

O objetivo de seguir uma dieta adequada para quem tem celulite é eliminar os efeitos tóxicos da constipação (disbiose), acúmulo de tecido adiposo, permeabilidade capilar, fator hormonal e insuficiência linfática, que são os grandes causadores da celulite.

Constipação: para evitar os efeitos tóxicos da constipação, devemos ingerir fibras alimentares, probioticos, prebioticos e simbióticos. Uma dieta pobre em fibras pode desencadear prisão de ventre, diminuindo a resistência dentro dos vasos sanguíneos dos membros inferiores, causando o aumento da permeabilidade capilar, ajudando no surgimento da celulite.

O ideal é ingerir fibras, devido ao fato de resistirem a digestão e auxiliarem na função adequada da microflora intestinal, sendo eliminados intactos pelas fezes que mantém a água retida em seu interior, gerando grande volume fecal que estimula as contrações , tendo efeito laxativo e regularizando o transito intestinal. ex: farelo de cereais, grãos integrais, aveia, feijão, lentilha, Iogurtes e leites fermentados possuem probióticos e prebioticos, que também ajudam no funcionamento do intestino.

 É necessário ingerir muita água, pois é ela quem vai regar as vezes para formação do bolo e podendo assim ser eliminada. Evite açúcares e cereais refinados, e o consumo excessivo de proteínas e gorduras, eles dificultam a digestão e o peristaltismo intestinal.

Recomenda-se incluir bioflavonóides na dieta para redução da permeabilidade capilar, pois atuam na inibição do processo inflamatório e protegem as células da pele. Consuma mais levedo, germe de trigo, carne de porco, cereais integrais, leguminosas, batata, banana, aveia, carnes caranguejo, ostra, leites e ovos, vegetais de folhas verdes, feijão, vagem, fava, brócolis e espinafre. Essas são fontes de vitamina b6, b12 e ácido fólico.

Alto Índice: Bebidas com açúcar, Pães Brancos, Arroz Branco, Purê de Batata e Melão.

Médio Índice: Arroz Integral, Abacaxi, Beterraba, Cenoura, Pão Sírio, Panqueca.

Baixo Índice: Aveia, Macarrão, Feijão, Grãos, Nozes, Batata, Maçã, Leite, Iogurte.

SUCO ANTICELULITE

1 fatia de abacaxi (vitamina C)

150ml de água ou água de coco natural

3 folhas de hortelã (digestivo)

1 colher de chá de linhaça dourada (ômega 3)

1 colher de cafezinho de gengibre ralado (ativa circulação)

1 colher de sopa de colágeno hidrolisado (formação da estrutura abaixo dapele)

Modo de preparo: Bata todos ingredientes no liquidificador e tome no lanche da tarde ou na ceia.

CREME PARA CONTRA CELULITE

1/4 de abacate (anti-inflamatório)

5 morangos ou outra fruta vermelha ou 50ml de suco de uva

1 colher de sopa de aveia

Modo de preparo: Bata as frutas no liquidificador todos os ingrediente até que vire um creme. Se precisar adoce com umas gotinhas de adoçante (recomendo stevia 100% natural ou sucralose 100%). Coloque em uma taça de sobremesa e polvilhe aveia ao final.

6 Temperos que Curam

6 Temperos que Curam

Alho (Allium sativum)

Benefícios para a saúde:Devido aos componentes sulfurados do alho, como flavonóides; adenosina; pectina; saponinas; compostos fenólicos; mucilagens; ácidos graxos; vitaminas AB, C, D, E; ácido salicílico; enxofre; zinco, fósforo, cálcio, ferro, magnésio, selênio, cobre, germânio, o alho tem o poder de clarear a voz nas rouquidões, remover mucos e pigarros. Na gripe, ajuda a eliminar secreções respiratórias e induz a sudorese, diminuindo a febre. o alho combate as toxinas intestinais; na destrói as bactérias nocivas ao intestino, são auxiliares da digestão estimulando a secreção dos sucos intestinais, dos sucos gástricos, bile, favorecendo o processo digestivo tirando as toxinas do seu organismo, graças aos flavonóides, pectina, mucilagens e ácidos graxos.

Canela (Cinnamomum zeylanicum)

Benefícios para a saúde: tem o poder de tirar a vontade de comer doce devido ao sabor e aroma intensos que vêm do aldeído cinâmico ou cinamaldeído existentes na sua composição. No organismo, ela ajudar a diminuir o impacto sobre os níveis de açúcar no sangue melhorando a sua capacidade de resposta à insulina, normalizando assim os seus níveis de açúcar no sangue. Ela é indicada nas sensações de frio, gripe, impotência, flacidez pois é estimulante e acelera o metabolismo fazendo com que ele trabalhe mais e gaste mais calorias.

Cebola (Allium cepa)

Benefícios para a saúde: A cebola reduz o açúcar no sangue, o dissulfureto de alilo propilo é uma de suas substancias responsáveis por este efeito reduzindo os níveis de açúcar no sangue, aumentando a quantidade de insulina disponível. Esta é uma boa dica para os diabéticos. Projeta seu coração contra doenças cardíacas, o enxofre, o cromo e as suas vitamina B6, reduzem os níveis elevados de homocisteína, fator de risco para ataques cardíacos e enfartes. Altamente anti-inflamatórios, pode ser utilizada para dor e o inchaço da osteoartrite e artrite reumatóide, alergias e congestionamentos respiratórios, associados com o resfriado comum. Os responsáveis por este efeito são compostos como vitamina C, quercitina e outros componentes ativos chamados isotiocianatos.

Limão: (Citrus limonium)

Benefícios para a saúde: tem propriedade antiinfecciosa, muito utilizados para gripes e resfriados de repetição. Utilizados para infecção urinária, pois cria um meio impróprio para a sobrevivência da bactéria no trato urinário. O limão ajuda no emagrecimento pois queima gordura devido ao ácido cítrico encontrado na fruta, ele serve como adstringente e vai dissolvendo as gorduras e toxinas do seu. Neste caso tome um copo de limão com água pela amanhã, ajuda na performance e qualidade corporal por não ter efeito catabólico (perde apenas massa gorda e não massa magra). Receita de suco para ajudar na digestão e no emagrecimento: 02 limões, 01 fatia grossa de abacaxi e 01 folha de couve. Coloque 150ml de água. Tome 30 minutos depois da refeição. o limão tem ação alcalinizante ele deixa o pH do sangue menos ácidos favorecendo o funcionamento do metabolismo, facilitando a perda e a manutenção do peso. Tem ação antiséptica, combatem bactérias que causam fermentação no estômago e no intestino. Evitando a inchasso causado pelos gases.

Manjericão (Ossimum basilicum)

Rico em cálcio, tanito, vitamina A e B2, tem ação diurética no organismo, é desintoxicante. Auxilia na digestão pois reduz a absorção de gordura no organismo, muito usado em dietas para perda de peso. Melhora o desinchasso pois ajuda a eliminar a prisão de ventre e desconfortos intestinas.

Salsa (Petrosolium sativum)

A salsa é um forte diurético, usados em dietas devido a grande quantidade de vitamina c e beta caroteno. Retira todas as toxinas existentes no organismo, induz a eliminação de líquidos. Indicada para quem tem problemas nos rins devido ai seu poder de estimular o sistema linfático. É antioxidante, protege suas células contra os radicais livres, actua nas áreas solúveis de gordura do corpo. No nosso organismo, o beta caroteno é convertido em vitamina a, importantíssima para o fortalecer o sistema imunológico deixando seu organismo com alta resistência.