Por que é importante ter um corpo alcalino?

Por que é importante ter um corpo alcalino?

Alimentos Alcalinos

Por que é importante ter um corpo alcalino?

 

Ter um corpo alcalino é bom para a saúde. Tais alimentos tem efeito alcalinizante, tomar água em jejum deixa o corpo mais saudável…Mas afinal, o que é ter um corpo alcalino? O que é trazer o pH sanguíneo para alcalinidade ?

Vamos explicar:
Ter o corpo alcalino, é ter um corpo equilibrado, é ter o PH equilibrado, ou seja, o nosso sangue, e nível de acidez do corpo estão saudáveis. 

A maioria das doenças gostam de condições ácidas e não podem surgir quando o nível de pH no corpo é alcalino. (Se cuide!) 

A escala de pH varia de 0-14, sendo 0 altamente ácida e 14 altamente alcalina.

Hoje em dia a compra de alimentos processados tem crescido por conta das atividades do dia a dia e com isso as doenças também.

Essas comidas congeladas ou semi prontas tem uma quantidade grande de ingredientes ácidos, aumentando risco de doenças como o câncer e inflamações.

A acidez do nosso corpo é medida pela nossa urina ou saliva e para termos o corpo sempre saudável, e com o PH equilibrado os alimentos corretos fazem parte desse controle, quando essa acidez não esta dentro dos padrões perdemos nutrientes. 

Uma atitude bem comum é tomar água com limão de manhã em jejum (já deve ter visto por ai certo ?), além desse costume ajudar a manter o corpo alcalino evita o mal hálito, e na perca de peso. 

Se você procura por alimentos que irão contribuir na sua saúde, o no PH do seu corpo, as raízes, vegetais crucíferos, e algumas frutas irão te ajudar. Olhe a lista que iremos colocar e busque a melhor opção!

Maçã
Abacate
Brócolis
Limão 
Folhas Verdes Escuras
Uva (tem o poder de purificar e desintoxicar o organismo)
Alho
Pepino
Repolho
Acelga
Espinafre

Além dos alimentos, na Nação Verde temos o Aloe Potion, primeiro produto da empresa e também um alimento rico em Vitamina C. Composto por Aloe Vera deixa o PH neutralizado.

Como prevenir o câncer de mama ?

Como prevenir o câncer de mama ?

Como prevenir o câncer de mama?

Deixar o sedentarismo é fundamental para previnir doenças e manter uma vida ativa e saudável, isso todo mundo já sabe. O que pouca gente sabe, porém, é que fazer exercícios físicos também pode ajudar na prevenção do câncer de mama, mal que atinge mais de 1 milhão de pessoas todos os anos, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS).

A Universidade de Estetino, na Polônia, fez um estudo e apontou que mulheres que praticavam exercícios físicos regularmente possuíam pequena chance de desenvolver o tumor do câncer de mama. Diversos artigos científicos foram vistam e analisados para entender o impacto dos exercícios na prevenção do câncer em geral.

As mulheres que participaram da pesquisa que mostraram menor chance de desenvolver um nódulo maligno nos seios, pois costumavam dedicar em torno de sete horas por semana em atividades físicas moderadas e intensas. A maior parte dos artigos era dedicado ao potencial das atividades aeróbicas.

Não se sabe ao certo o porquê dessa relação entre atividades físicas e prevenção do câncer de mama, porém, como em outros quadros, o sedentarismo costuma aumentar a incidência de doenças em geral ou piorar quadros já existentes.

As atividades físicas costumam diminuir o risco de inflamações no corpo. Além disso, reduzem o risco de obesidade, fator que aumenta a produção de hormônios como estrogênio e insulina, que podem causar o câncer de mama.

Para as mulheres que já têm o câncer de mama, fazer atividade física é muito importante, pois faz com que a formação de vasos em volta do nódulo maligno seja reduzida, evitando que o tumor se desenvolva mais.

Mesmo sabendo da importância das atividades físicas, é essencial que um médico seja sempre consultado antes de iniciar qualquer exercício. Assim riscos de ter uma doença como o câncer, podem ser evitados. Vale lembrar que cada pessoa é única e cada caso precisa ser analisado com atenção por profissionais de saúde.

 

Leia mais informações sobre a doença AQUI.

 

 

Agrotóxicos podem aumentar o risco de câncer?

Agrotóxicos podem aumentar o risco de câncer?

Qual a relação do uso de agrotóxicos e o a número de pessoas contraindo câncer?

 

Cientistas do Instituto Nacional do Câncer, e a Environmental Protection Agency (EPA) começou um projeto de pesquisa conhecido como o Estudo de Saúde Agrícola para ver a relação do uso de agrotóxicos no desenvolvimento de câncer e outras doenças da comunidade agrícola.

Estudo feito com cerca de 90.000 pessoas para ver a relação do uso de agrotóxicos e câncer, entre elas agricultores e seus familiares nos Estados Unidos nas regiões da Carolina do Norte e Iowa.

Vimos que a comunidade agrícola apresenta uma menor taxa de mortalidade que envolvem problemas cardíacos, do pulmão, do cólon e da bexiga. Porém, em relação a taxa de mortalidade envolvendo câncer, a porcentagem apresentada nos agricultores com relação ao restante da população é maior. 

Como foi feito o estudo?

Pesquisadores avaliaram mais de 20 pesticidas para determinar se os agricultores que os utilizam correm riscos de desenvolver câncer. Essas análises mostraram que sim, pessoas expostas aos pesticidas têm um risco aumentado de desenvolver certos tipos de câncer.

Por exemplo, um estudo relatou que as pessoas que usam o herbicida imazethapyr aumentam os riscos de câncer de bexiga e câncer de cólon. Este é um dos mais usados para matar ervas daninhas em soja, feijão, alfafa, e outros campos de cultivo.

Outro herbicida chamado triazina , apontou outros tipos de câncer, o câncer de tiróide e de mama.

 

agrotóxicos

Qual a melhor alternativa para a alimentação?

Sem dúvida o consumo de alimentos orgânicos são muito mais seguros.
Hoje, graças aos avanços nos estudos na agricultura orgânica, é possível realizar o cultivos de diversos alimentos orgânicos sem uso de herbicidas ou pesticidas químicos e nem adubos químicos (os adubos químicos também entram na listas dos possíveis responsáveis pelo aumento do número de mortes por câncer), realizando a proteção através do cultivo de outras espécies por exemplo.

Os insetos e as pragas que atacam as plantações tem “preferência” por determinados alimentos. Alguns agricultores utilizam este conhecimento para proteger sua plantação. Alguns, cercam a plantação de tomates com couve, assim as pragas e os insetos acabam por atacar as couves ao redor prejudicando menos o cultivo do tomate.

Legal né?
O mais legal  é que houve um grande crescimento na oferta de alimentos orgânicos, e isso se deve a facilidade no acesso a informações que gerou um aumento da demanda!

 

Fonte: http://www2.inca.gov.br/wps/wcm/connect/inca/portal/home